Produtos

Instalar Adobe Flash PlayerEste site utiliza recursos do plugin Adobe Flash. Clique no botão ao lado para instalar.

JCompany


O jCompany Developer Suite é uma solução bastante eficaz para o desenvolvimento de aplicações corporativas Java EE. A suíte é composta pelos principais componentes Open-Source do mercado visando dar qualidade ao processo de desenvolvimento, permitindo implementar metodologia, produtividade, escalabilidade, robustez, e mais importante padronização, além de contribuir para redução da curva de aprendizagem. Oferece ao cliente a possibilidade de “delegar” os altos custos gerados com P&D de novas tecnologias, focando assim nas necessidades core business, porém mantendo a liberdade ilimitada ao código fonte.


Tecnicamente o principal diferencial do jCompany Developer Suite é se tratar de uma solução completa, que especializa desde ferramentas e utilitários até frameworks de base, provendo uma arquitetura MVC rica em padrões OO de alto nível, com ferramental e metodologia que funcionam sobre ela. O jCompany contém desde especializações da IDE Eclipse via dezenas de plugins próprios, como também utilitários próprios de "build and deploy" especializados de Maven, estilos CSS, leiautes Facelets ou Tiles, rotinas Javascript/Ajax utilizando jQuery e jQuery UI, para padrões ricos de interface com o usuário (RIA), e assim por diante.


Possui integrações MVC automatizadas que ligam componentes especializados JSF Apache Trinidad com controladores JBoss Seam oferecendo IoC e DI para regras de negócio extensíveis, inclusive via o novíssimo padrão Java EE 6 CDI (Web-Beans). Rotinas AOP oferecem gerenciamento robusto de transações.


Serviços SOA podem ser criados via REST com JAX-RS 1.0 (jBoss RestEasy) ou JAX-WS 2.0 (ambos padrões Java EE para Web-Services) – e a integração com BPM é pronta para uso (out-of-the-box) com o jBPM 4.x, facilitando a criação de fluxos de trabalho dinamicamente modificáveis, em qualquer formulário construído com o jCompany.


Tudo isso seguindo um processo de construção Java EE bem definido e roteirizado, que funciona sobre a arquitetura do produto."

jCompany IDE - jCompany Patterns & Methods - jCompany Test for Developer - jCompany Full Stack Framework - jCompany Configuration Management

O que é o jCompany Patterns & Methods?

  • É o padrão de especificação e implementação voltado para o desenvolvimento com o jCompany, de forma a criar um padrão de comunicação entre quem desenvolve e quem implanta e estabelece, de forma a clar os métodos disponível para cada atividades ou cada necessidade, melhorando a capacidade de manutenção do sistema.
    Exemplo: qual o método que se deve colocar determinado código antes de salvar a tela, após o usuário ter clicado no botão de salvar?

O que é o jCompany Teste for Developer?

  • É um conjunto de ferramenta para o desenvolver fazer o teste unitário, ou seja, testar as partes do software, exemplo: uma rotina, um método, uma classe.

O que é o jCompany Configuration Management?

  • É a garantia de integração que gerencia de todos as bibliotecas inclusive as do próprio jCompany, disponibilizando e embalando de forma clara as versões e garantindo a evolução dos produtos. Permite uma padronização da empresa:
    Qual a versão e release atual da arquitetura (Open source) do sistema A ou B? Se não tiver um único número para oferecer, possivelmente enfrentará dificuldades no futuro.
  • Arquitetura JCompany



Principais Novidades do jCompany Versão 5.5

  • BPM (Business Process Modeling)
    Integração generalizada com produtos Open-Source de orquestração de Fluxos de Trabalho (BPM), inicialmente utilizando o jBPM da Red Hat (APIs podem ser extendidas para outras Engines). Inclui facilidades para vínculo declarativo de um Caso de Uso Padrão com um “processo definido externamente no BPM”, “lista de tarefas” do BPM generalizada na aplicação e Interfaces com o Usuário “sensíveis ao processo” (alterações no fluxo desenhado no BPM por usuários finais, em runtime, podem provocar apresentação de novos botões para “movimentar o fluxo”, omissão de campos de formulários, etc.).
  • jCompany Plugin
    Facilidades de extensão com menor acoplamento através de DP Strategy e/ou Observer (Ex.: Listener), em alternativa ao DP Template Method. Torna possível, por exemplo, a criação de uma nova derivação de padrão de Caso de Uso, de forma separa da Bridge e, se desejado, em um único projeto de desenvolvimento. Neste projeto, pode-se definir com implementação de interfaces, especializações em todas as camadas MVC2 nos mesmos pontos de extensão dos Template Methods atuais.
  • Leiaute simplificado com Facelets
    Remoção da necessidade de JSPs e Tags para componentes JSF, com uso de XHTML e simplificação da manutenção de formulários Web.
  • RIA (Rich Internet Applications)
    Uso de bibliotecas JQuery UI integradas aos componentes Struts e JSF para auto-complete declarativo, calendários “div” em lugar de “popups”, componentes (portlets) com efeitos (“accordion”, “fading”,) e outros elementos RIA jQuery facilmente integráveis (treeview, drag-and-drop, etc.). Uso de Ajax refinado para diversas novas situações.
  • [RIA - Advanced] Generalizações Ajax avançadas para casos de uso padrões
    Aprimora a usabilidade de sistemas atuais de modo compatível (para JSF, pelo menos), eliminando recargas do Browser de qualquer natureza (na comutação da seleção e edição inclusive). Inclui otimização da renderização no servidor de 'página completa' (atual) para 'componente Tiles modificado somente'.
  • Integração automática com Google Maps
    Possibilitará que qualquer endereço cadastrado pode ser exibido visualmente em um mapa do Google Map - sem programação.
  • Novos plugins com base em templates Velocity
    Permite customização de forma refinada e externa aos plugins, além de flexibilidade para a empresa definir sua estrutura padrão de formulários para serem imediatamente gerados pelos plugins do jCompany.
  • [SOA] Serviços genéricos em formatos JSON e XML com jBoss RestEasy
    Remoção da necessidade de JSPs e Tags para componentes JSF, com uso de XHTML padrão W3C Strict e simplificação da manutenção de formulários Web (WYSIWYG via HTML do Facelets no Editor Red Hat Studio).
  • [Suporte a Padrão] Em direção ao Java EE 6 com Facelets
    Gestão de Leiaute simplificado com Facelets (antecipação padrão Java EE 6). Remove a necessidade de JSPs e Tags para componentes JSF, usa XHTML padrão W3C Strict e simplifica manutenção de formulários Web (WYSIWYG via editor HTML do JBoss Tools)

Benefícios do jCompany


Padronização e Metodologia - Redução na curva do aprendizado JEE - Produtividade no Desenvolvimento - Performance Produção

Que beneficios eu tenho por ter padrões de Codificação?

  • Aumenta a capacidade de manutenção dos aplicativos.
  • Reduz a margem de erro na codificação, por resolver as questões tecnológicas complexas.
  • Permite a empresa ter um padrão de único de codificação.
  • Garante a qualidade do código mesmo para profissionais iniciantes.
  • Redução da dependência dos desenvolvedores.

Implantando o jCompany eu reduzo a curva de aprendizado do Java para Web?

  • O jCompany simplifica a quantidade de tecnologias que o desenvolvedor deve saber profundamente para fazer um excelente projeto de software, e neste ínterim a Elosoft disponibiliza os melhores profissionais para acompanhar e transferir a experiência necessária neste processo de qualificação.

Qual dependência que os sistemas feitos com o jCompany possuem?

  • A mesma dependência que teria de utilizar qualquer biblioteca de base, como: Hibernate, jBoss seam, Rich Face.
  • Porem, sem o isolamento que o jCompany implementa, pois sem o jCompany qualquer alteração nas bibliotecas de base, altera os sistemas desenvolvidos, ou seja, os sistema fica a mercê das pessoas do mundo inteiro que contribuem para estas biblioteca, sem garantia nenhuma compatibilidade.
  • O jCompany não reinventa: ele reusa as várias bibliotecas específicos de mais baixo nível como “matéria-prima” e os especializa para os melhores resultados!

A minha equipe não conhece Java e Web, o jCompany pode nos ajudar?

  • O jCompany simplifica a quantidade de tecnologias que o desenvolvedor deve saber profundamente para fazer um excelente projeto de software, e, neste momento a Powerlogic e a sua rede de canais disponibiliza os melhores profissionais para acompanhar e transferir a experiência necessária neste processo de qualificação.
  • Desta forma permite ao desenvolvedor iniciante aliar o aprendizado com a capacidade de produzir, deste os primeiros momentos de contato com a tecnologia e o acompanha até o ambiente de produção, de forma segura, baseado em uma experiência de mais de 8 anos de mercado com centenas de projetos de missão critica em produção.

Meus profissionais são experientes, eles podem alterar o jCompany?

  • Para o profissional experiente os ganhos são ainda maiores, jCompany possibilita que o mesmo tenha acesso a todas as práticas e tecnologias utilizadas de forma ilimitada, permitido ao mesmo entender profundamente a arquitetura e técnicas utilizadas, através do acesso de todo o código fonte, podendo o mesmo estender os pontos que melhor atentam as necessidades da empresa.
  • Flexibilidade Extrema: A camada Bridge de “última milha” permite os profissionais criar os seus próprios padrões de projeto em uma Arquitetura de Software rica, extremamente customizável e pronta para uso!

Os aplicativos desenvolvidos com o jCompany estão preso em algum banco de dados?

  • Não, os aplicativos feito com jCompany rodam nos principais banco de dados de forma transparente.

    O jCompany não reinventa: ele reusa as várias bibliotecas específicos de mais baixo nível como “matéria-prima” e os especializa para os melhores resultados!

 

Informativos

Cadastre seu nome e e-mail para receber nossos informativos:


Cadastrar